Obesidade e gestação

Obesidade e gestação

Obesidade e gestação

O aumento da incidência de diabetes mellitus gestacional (DMG) em mulheres obesas é atribuído à resistência à insulina combinado com uma deficiente secreção do hormônio, sendo a resistência à insulina correlacionada ao IMC mesmo em gestações normais. As mulheres com DMG provavelmente representam uma fração das mulheres com resistência à insulina que têm uma secreção inadequada de insulina, face à resistência. A prevalência de diabetes na gestação é 10,6% em obesas contra 2,8% em não obesas enquanto o risco relativo de DMG em obesas é quase 7 vezes maior.

A relação entre hipertensão e obesidade na mulher não grávida é universalmente reconhecida e muitas vezes a hipertensão durante a gestação é pré-existente. A prevalência de hipertensão associada a gravidez em obesas é 7% e o risco de hipertensão é o dobro em mulheres obesas.

Infecção do trato urinário (uretrites, cistites e pielonefrites), trabalho de parto prolongado e parto cesareano, mortalidade fetal perinatal, macrossomia fetal, obesidade na infância até a juventude na criança são mais comuns em gestantes obesas.

Deixe um comentário