Genética tem menos impacto no tempo de vida do que se acreditava

12 de novembro de 2018.

A edição de novembro de 2018 da Genetics publicou um artigo de J. Graham Ruby da Calico Life Sciences e colegas que conclui que as estimativas da herdabilidade da longevidade em humanos “são substancialmente inflacionadas”. Herdabilidade é uma medida de quanto de uma variação em uma característica pode ser explicada por diferenças genéticas em oposição ao estilo de vida e outros fatores.

“Podemos potencialmente aprender muitas coisas sobre a biologia do envelhecimento da genética humana, mas se a hereditariedade do tempo de vida for baixa, isso atenua nossas expectativas sobre que tipos de coisas podemos aprender e como será fácil”, comentou o Dr. Ruby. “Isso ajuda a contextualizar as questões que os cientistas que estão estudando o envelhecimento podem efetivamente perguntar”.

Usando dados disponíveis publicamente obtidos para mais de 400 milhões de pessoas da empresa de genealogia online Ancestry, a equipe estimou a herdabilidade examinando a similaridade de tempo de vida entre parentes. Além da expectativa de vida semelhante entre os parentes de sangue, também foram observadas semelhanças entre as pessoas que eram relacionadas apenas pelo casamento e não compartilhavam as famílias.

Os pesquisadores descobriram que a herdabilidade do tempo de vida não foi superior a 7%, em contraste com estimativas anteriores de até 30%. Ficou determinado que as estimativas anteriores não conseguiram explicar a tendência dos humanos de selecionar parceiros com características semelhantes às suas, um processo conhecido como acasalamento seletivo. “O que significa acasalamento aqui é que os fatores que são importantes para a vida tendem a ser muito semelhantes entre os parceiros”, explicou o Dr. Ruby. “Quando deixamos de considerar o acasalamento seletivo, nossas próprias estimativas nominais eram semelhantes às da literatura.”

A descoberta sugere que, se a taxa de envelhecimento humano depende menos de nossos genes, que ainda não podemos mudar, do que de coisas que podem ser modificadas.

Deixe um comentário