Suplementação de magnésio melhora resposta glicêmica em diabéticos

Suplementação de magnésio melhora resposta glicêmica em diabéticos

02 de janeiro de 2019.

O resultado de um estudo relatado em 26 de dezembro de 2018 em Nutrientes revelou melhorias na resposta glicêmica em associação com a suplementação com magnésio entre pacientes com diabetes .

O estudo incluiu 42 diabéticos tipo 2 entre as idades de 35 a 60 anos de idade que receberam 250 miligramas por dia de magnésio elementar ou nenhuma suplementação por três meses.

A composição dos dois grupos não diferiu significativamente em relação à idade, sexo, glicemia de jejum e níveis de magnésio. As amostras de sangue coletadas antes e após o período de tratamento foram analisadas para glicemia em jejum, insulina em jejum, peptídeo C em jejum (que avalia a insulina produzida pelo organismo), hemoglobina A1c e níveis séricos de cálcio e magnésio.

Os participantes foram instruídos a consumir uma dieta saudável que era rica em frutas, legumes, legumes, nozes e grãos integrais ao longo do estudo.

No final do estudo, os níveis de cálcio sérico foram mais baixos e os níveis de magnésio foram maiores entre os participantes que receberam magnésio em comparação com o grupo controle não tratado, o que resultou em uma redução da relação cálcio / magnésio.

Insulina, hemoglobina A1c, peptídeo C e resistência à insulina diminuíram significativamente no grupo que suplementou com magnésio em comparação com os controles. Enquanto a glicemia de jejum aumentou em uma média de 10,1 miligramas por decilitro (mg / dL) no grupo controle, ela diminuiu em média 10,55 mg / dL em indivíduos suplementados com magnésio.

“Os resultados deste estudo revelaram que a suplementação oral de magnésio reduz a resistência à insulina e melhora os indicadores de controle glicêmico entre os pacientes diabéticos tipo 2”, concluem os autores Wafaa A. ELDerawi e colaboradores.

Eles observam que “as diferenças nos resultados dos ensaios clínicos anteriores, que investigaram a eficácia dos suplementos de magnésio nos indicadores de controle glicêmico, poderiam ser explicados pelas diferenças nas dosagens de magnésio e na duração da suplementação”.

Deixe um comentário