Verifique o seu colesterol, é mês de educação nacional de colesterol

Verifique o seu colesterol, é mês de educação nacional de colesterol

Verifique o seu colesterol, é mês de educação nacional de colesterol

O Atmore Advance

09-12-18

Antes de morder aquele suculento bife, pense um pouco no seu nível de colesterol. É alto? O colesterol alto geralmente não apresenta sintomas, mas pode aumentar o risco de doença cardíaca. O mês de setembro foi designado como Mês Nacional de Educação sobre o Colesterol. É o momento ideal para verificar os seus níveis e, em seguida, tomar medidas para reduzir os níveis, se necessário.

O que é colesterol, afinal? O colesterol é uma substância cerosa que circula no sangue. É encontrado em alimentos de origem animal, incluindo manteiga, carne, queijo e ovos. Além da quantidade absorvida da comida, os níveis de sangue também refletem a quantidade que é feita pelo próprio corpo.

Existem dois tipos principais de colesterol que são facilmente medidos com um exame de sangue: LDL, o colesterol ruim, e HDL, o colesterol bom. LDL tem uma má reputação porque tende a ficar ADERIDO as paredes dos vasos sanguíneos e bloquear o fluxo de sangue. HDL é o cara bom, porque trabalha para manter os vasos limpos, eliminando o LDL.

Associação Americana do Coração recomenda que o colesterol total seja menor que 200 mg / dl. Níveis de HDL acima de 50mg / dl para mulheres e acima de 40mg / dl para homens diminuem o risco de doenças cardíacas. Os níveis de LDL podem variar dependendo da situação de saúde de cada indivíduo. Em geral, os níveis ótimos estão abaixo de 100mg / dl.

Se os níveis de colesterol medem mais do que o recomendado são recomendadas mudanças de estilo devida, tais como, atividade física regular e uma alimentação saudável.

Perca peso. Estar acima do peso é um fator de risco para doenças cardíacas. Também tende a aumentar seu colesterol. Perder apenas 10% do peso corporal pode ajudar a reduzir esses números. Pode ajudar a diminuir os níveis de LDL e colesterol total, assim como aumentar o HDL e diminuir os níveis de triglicérides.

Exercer todos os dias ou pelo menos a maioria dos dias da semana. O exercício em si pode ajudar a reduzir o colesterol e aumentar o HDL, o que ajudará a diminuir o risco de doenças cardíacas. Trabalhe até 30 minutos de exercício por dia.

Coma alimentos que são bons para o coração. Escolha menos alimentos de origem animal e substitua por frutas, vegetais, grãos integrais, nozes e sementes. O objetivo aqui é reduzir a gordura saturada, uma substância que pode elevar o colesterol total e o LDL. Quando você sentir que precisa de carne vermelha, escolha cortes magros. Selecione produtos lácteos com pouca gordura ou sem gordura em vez de variedades integrais. Pare de comer alimentos com gorduras trans. Estes incluem itens assados ​​em lojas e lanches. Acrescente gorduras ômega-3 à sua dieta com nozes, farinha de linho, salmão e sardinha.

Coisas que você não pode fazer nada também podem afetar os níveis de colesterol. Esses incluem:

Idade e sexo. À medida que mulheres e homens envelhecem, seus níveis de colesterol aumentam. Antes da idade da menopausa, as mulheres têm níveis mais baixos de colesterol total do que os homens da mesma idade. Após a idade da menopausa, os níveis de LDL das mulheres tendem a subir.

Hereditariedade. Seus genes determinam em parte quanto colesterol seu corpo produz. O colesterol alto no sangue pode correr nas famílias.

 

Deixe um comentário